17 fevereiro, 2008

ATUALIZADO - Especial: Oscar 2008

Agora que já assisti a pelo menos os cinco indicados a Melhor Filme, posso, além de atualizar o post para que ele apareça na primeira página do blog, arriscar um palpite nessa categoria. A disputa é acirrada. Mas as notas que eu dei reduzem a escolha a três: Desejo e Reparação, Onde Os Fracos Não Têm Vez e Sangue Negro. Continua difícil, há a vontade de declarar empate técnico. Mas é Desejo e Reparação que possui o melhor "conjunto cinematográfico", por assim dizer. É o filme mais completo.

Entretanto, este é o meu voto, não o meu palpite. Como dito abaixo, nem tudo no Oscar é arte. Conduta de Risco é um azarão, mas pode surpreender justamente para evitar conflitos. E, para tentar mudar a imagem comercial do Oscar, é possível que Juno seja o escolhido. Vale lembrar que quatro dos cinco indicados a Melhor Filme também estão concorrendo pela Melhor Direção. Se este Oscar for do tipo que vai consagrar um filme, provavelmente será Onde Os Fracos Não Têm Vez. Isso até deixaria o prêmio de Melhor Ator para Daniel Day-Lewis, que certamente merece. Então, na ordem, seria assim: 1- Onde Os Fracos Não Têm Vez; 2- Sangue Negro; 3- Juno; 4- Desejo e Reparação; 5- Conduta de Risco. Novamente, é o meu palpite, não a minha opinião.

Ok, fui muito além no meu palpite do que o Melhor Filme, mas por conta dos pontos que devem ser considerados tratando-se do Oscar. E já que fui além, vou abusar. Só assisti dois dos que concorrem a Melhor Atriz e, mesmo sabendo que as chances de Ellen Page são maiores do que da francesa Marion Cotillard - Ellen é norte-americana e bastante jovem, duas coisas que a academia costuma premiar - é preciso dizer que, infelizmente para Ellen, a atuação de Marion em Piaf foi soberba, e está muito à frente.

Reiterando meu compromisso, depois do resultado vem o segundo post especial, com comentários. O resultado do Oscar será anunciado em 24 de fevereiro.

_______________________________________

Em breve teremos novamente uma das premiações mais tradicionais do cinema, o Prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos, popularmente conhecido como Oscar. Sim, é uma premiação que envolve muita política - às vezes mais do que arte cinematográfica. Sim, eles privilegiam produções dos EUA e relevam alguns ótimos filmes de outros países. Sim, para os amantes de cinema, não é a premiação mais importante. Mas é o mais famoso, e também devemos prestar atenção nele. Portanto, este blog inaugura seu primeiro post especial, para a edição 2008 do Oscar.

Não assisti ainda, claro, todos os filmes indicados - mesmo porque alguns nem mesmo foram lançados no Brasil. Mas já assisti vários, e todos foram devidamente contemplados no Parada Crítica. Abaixo, a lista dos indicados, com links para as críticas do que eu assisti:

Melhor Filme
Conduta de Risco
Desejo e Reparação
Juno
Onde os Fracos não têm Vez
Sangue Negro

Melhor Ator
George Clooney (Conduta de Risco)
Daniel Day-Lewis (Sangue Negro)
Johnny Depp (Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet)
Tommy Lee Jones (No Vale das Sombras)
Viggo Mortensen (Senhores do Crime)

Melhor Atriz
Cate Blanchett (Elizabeth: A Era de Ouro)
Julie Christie (Longe Dela)
Marion Cotillard (Piaf - Um Hino ao Amor)
Laura Linney (The Savages)
Ellen Page (Juno)

Melhor Ator Coadjuvante
Casey Affleck (O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford)
Javier Bardem (Onde os Fracos não têm Vez)
Philip Seymour Hoffman (Jogos do Poder)
Hal Holbrook (Na Natureza Selvagem)
Tom Wilkinson (Conduta de Risco)

Melhor Atriz Coadjuvante
Cate Blanchett (I'm Not There)
Ruby Dee (O Gângster)
Saoirse Ronan (Desejo e Reparação)
Amy Ryan (Medo da Verdade)
Tilda Swinton (Conduta de Risco)

Melhor Diretor
Paul Thomas Anderson (Sangue Negro)
Ethan Coen, Joel Coen (Onde os Fracos Não Têm Vez)
Tony Gilroy (Conduta de Risco)
Jason Reitman (Juno)
Julian Schnabel (O Escafandro e a Borboleta)

Melhor Roteiro Original
Conduta de Risco (Tony Gilroy)
Juno (Diablo Cody)
Lars and the Real Girl (Nancy Oliver)
Ratatouille (Brad Bird)
The Savages (Tamara Jenkins)

Melhor Roteiro Adaptado
Desejo e Reparação (Christopher Hampton)
Longe Dela (Sarah Polley)
O Escafandro e a Borboleta (Ronald Harwood)
Onde os Fracos não têm Vez (Joel Coen, Ethan Coen)
Sangue Negro (Paul Thomas Anderson)

Melhor Fotografia
O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford (Roger Deakins)
Desejo e Reparação (Seamus McGarvey)
Onde os Fracos não têm Vez (Roger Deakins)
O Escafandro e a Borboleta (Janusz Kaminski)
Sangue Negro (Robert Elswit)

Melhor Edição
O Ultimato Bourne (Christopher Rouse)
O Escafandro e a Borboleta (Juliette Welfling)
Na Natureza Selvagem (Jay Cassidy)
Onde os Fracos não têm Vez (Ethan Coen, Joel Coen)
Sangue Negro (Dylan Tichenor, Tatiana S. Riegel)

Melhor Direção de Arte
O Gângster (Arthur Max)
Desejo e Reparação (Sarah Greenwood)
A Bússola de Ouro (Dennis Gassner)
Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet (Dante Ferretti)
Sangue Negro (Jack Fisk)

Melhor Figurino
Across the Universe (Albert Wolsky)
Desejo e Reparação (Jacqueline Durran)
Elizabeth: A Era de Ouro (Alexandra Byrne)
Piaf - Um Hino ao Amor (Marit Allen)
Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet (Colleen Atwood)

Melhor Maquiagem
Piaf - Um Hino ao Amor (Didier Lavergne, Loulia Sheppard)
Norbit (Rick Baker)
Piratas do Caribe no Fim do Mundo (Ve Neill, Martin Samuel)

Melhor Trilha Original
Desejo e Reparação (Dario Marianelli)
Na Natureza Selvagem (Michael Brook, Kaki King, Eddie Vedder)
Conduta de Risco (James Newton Howard)
Ratatouille (Michael Giacchino)
Os Indomáveis (Marco Beltrami)

Melhor Canção Original
August Rush (Raise It Up)
Encantada (Happy Working Song)
Encantada (So Close)
Encantada (That's How You Know)
Once (Falling Slowly)

Melhor Edição de Som
O Ultimato Bourne (Scott Millan, David Parker, Kirk Francis)
Onde os Fracos não têm Vez (Skip Lievsay, Craig Berkey, Greg Orloff, Peter F. Kurland)
Ratatouille (Randy Thom, Michael Semanick, Vince Caro, Doc Kane)
Os Indomáveis
Transformers (Kevin O'Connell, Greg P. Russell, Peter J. Devlin)

Efeitos visuais
A Bússola de Ouro (Michael L. Fink, Susan MacLeod, Bill Westenhofer, Ben Morris)
Piratas do Caribe no Fim do Mundo (John Knoll, Hal T. Hickel, Charlie Gibson, John Frazier)
Transformers (Scott Farrar, Shari Hanson, Russell Earl, Scott Benza)

Melhor Animação
Persepolis (Vincent Paronnaud, Marjane Satrap)
Ratatouille (Brad Bird)
Tá Dando Onda (Ash Brannon, Chris Buck)

Melhor filme estrangeiro
Fälscher, Die (Áustria)
Beaufort (Israel)
Mongol (Cazaquistão)
Katyn (Polônia)
12 (Rússia)

Melhor Documentário
No End in Sight
Operation Homecoming: Writing the Wartime Experience
Sicko
Taxi to the Dark Side
War Dance

Melhor Documentário de curta-metragem
Freeheld (2007)
La Corona (2008)
Salim Baba (2008)
Sari's Mother (2006)

Melhor filme de animação - curta-metragem
Même les pigeons vont au paradis
I Met the Walrus
Madame Tutli-Putli
Moya lyubov
Peter & the Wolf

Melhor curta-metragem
At Night
Il Supplente
Le Mozart des pickpockets
Tanghi argentini
The Tonto Woman

Fiquei muito feliz em ver Ratatouille na lista dos Roteiros Originais, senti falta de 300 em algumas categorias, acho que Tá Dando Onda tirou injustamente a vaga de outras boas animações que mereciam ser indicadas. Mas não vou - pelo menos ainda - dizer quais são as minhas apostas. Até porque seria leviano da minha parte, sem ter visto todos. Quando o resultado sair, faço um apanhado crítico do Oscar 2008 aqui.

Um comentário:

Bruno disse...

Arrrrrrrrghhhh... preciso assistir esses filmesssss... preciso de tempo para isso... sabe onde eu compro uma semana livre???

Ótimo post bro...
Abraço Bruno.bro...